Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Saudade, mas não simplesmente.



google imagens

            Eu resolvi que hoje é o dia em que eu irei definir a Saudade. Já li essa definição de muitos autores fantásticos, mas nunca escrevi a minha. E apesar disso, já senti muita falta. Depois desse sentir, descobri que a saudade é maravilhosa. É como se o tempo vez por outra me presenteasse com imagens que parecem lidas em um livro há anos, mas sou eu na história, é a minha vida, então eu posso sentir tudo de novo, quantas vezes eu quiser, se eu permitir que o tempo traga todas essas vívidas imagens. Sempre há algo a ser esquecido... Mas há muito a ser lembrado. Tenho saudades especiais por pessoas especiais. Eu as coloquei em um casulo e nada poderá abalar essa imagem, quer dizer, o presente e o futuro especificamente nestes instantes não importam. O que aconteceu está selado e da minha memória e no meu momento de Saudade, não será subvertido. Eu encontrei um jeito de amar a saudade, é quando eu penso que ela traz de volta todo o amor que eu tenho por quem eu não posso mais ver, nem conversar, nem tocar.
Eu preciso da saudade...


Junho/2014

Um comentário:

  1. Adorei sua definição...
    Sinto saudades do que nem vivi...

    Beijo grande

    ResponderExcluir