Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

sábado, 18 de janeiro de 2014

Espelho da alma

                Ele entrou no bar, numa noite fria de setembro, a encontrou entre seus próprios desejos, encobertos por algumas doses de absintho. Ele sentou-se, após passos lentos, no espaço entre espelhos, para enxergar o mesmo ardor que já era seu mesmo antes de se encontrarem, o ardor de quem deseja esquecer completamente para depois lembrar infinitamente.
             Ela disse ainda olhando para a frente: - Hoje é um dia especial e diferente, hoje acordei mais cedo e conseguí por alguns m,inutos olhar-me no espelho... e isso, acredite, mudou tudo...
Após algumas doses, seus medos não eram mais tão fortes, qualquer sentimento forte de alegria ou de tristeza eram turvos e cinzentos, não eram mais impactantes, e então ela pode entregar-se à pouca luz e ao vento, e mesmo aos ventos da alma, pois já não eram mais tão frios.
         Então ele veio com a frase com o significado que paira em toda mente diariamente,
       - Amanhã haverá um novo momento de encarar de olhos abertos as formas, as cores, os movimentos... o reflexo quase idêntico.. no espelho...
 ... e como para se redimir:
         - Mas tudo bem, por que importar-se com o dia que não amanheceu?
            E então ela fixou os olhos em um ponto qualquer e teve medo ao lembrar-se daquele espelho cheio de reflexos de si mesma e do quanto é possível suportar saber a verdade...

Nenhum comentário:

Postar um comentário