Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

segunda-feira, 24 de junho de 2013

O farol




Ora estou acuada e sem contestações,
ora estou defronte a tantas incompreensões
as quais antigamente surpreendiam
meu inquieto coração.
Mas hoje já não temo
nem estimo as ilusões
Alimentá- las me trazia
recursos para poesia
e luz para meu farol.

Quem me dera novamente,
dentro de todos os revés
ter a palavra, a frase certa
para outra vez, com ferro e fogo,
arrancá-las do meu pensar
Colocá- las no papel e sentir
ofuscar
a luz
do meu farol.

2 comentários: