Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

sábado, 8 de janeiro de 2011

DIVINO SEGREDO

                          

Era um dia de chuva. Como os dias de chuva são, ela tinha esquecido. Quase sempre esquecia de propósito como era cada dia. Assim, ele poderia ser sempre novo. Mas esquecer exigia um embate constante de energia canalizada aos afazeres prazerosos que reclamavam concentração. Por isso, - e por alguns motivos mais- ela lia. De preferência, uma estória que, independente de acrescentar algo à gramática, história ou matérias afins, fosse impactante o suficiente, exigisse absorção mental daquelas páginas. Depois de algum tempo, ler não era mais suficiente. O Sol começou a ser todos os dias uma estrela que servia para aquecer os seres humanos. Da janela do quarto por alguns dias ela via - quando as frestas permitiam a entrada da luz- e sabia: não poderia suportar lembrar- se como foi o dia anterior e igualá- lo. Então, pegou o caderno rabiscado da escola, assinado pelos colegas contra sua vontade, desenhado pelo amigo talentoso um rosto qualquer na contracapa. Abriu na última folha e escreveu uma linha segurando a caneta tênue na mão. Depois de três linhas, já segurava resoluta, a caneta. As palavras saíam como um sopro, quase imperceptível, falava- as baixinho enquanto escrevia.

Ela nunca mais parou. E os dias passaram a ser definitivamente, diferentes. Divino segredo.
 

Naiane Julie

2 comentários:

  1. Oi, Nai.. Hoje eu fiquei especialmente feliz em vir aqui porque esse teu post me lembrou uma personagem do livro que estou lendo. Quase pude imaginar o narrador dizer tais frases sobre ela: "Quase sempre esquecia de propósito como era cada dia. Assim, ele poderia ser sempre novo". Enfim, que todos nós consigamos preservar este "divino segredo", porque a vida é mesmo essa coisa dinamica que precisa de direçao para não torna-se tao igual.

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Divino segredo esse de escrever e ver o mundo de formas diferentes, com cores mais vivas, com sabores que só as linhas sabem dizer. Esse divino segredo eu quero pra sempre.

    Beijo, sua linda.

    ResponderExcluir