Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

O vôo da Mariposa



Quantos segredos podem existir numa única mente, num único coração?! Um segredo eu já sei, os focos de luz! Você só consegue olhar para as luzes, e vê tantas luzes! Mas agora estou do lado sem brilho, é certo que você já me viu do lado fulgurante em outras épocas...


Asas e luzes me lembram a estória de Ícaro. Seu pai disse que não deveria voar muito rente ao sol, pois o calor derreteria a cera, nem muito rente ao mar, pois a umidade deixaria as asas mais pesadas levando-o a cair no mar. Graças à enorme liberdade que a sensação de voar deu a Ícaro, este cruzou curiosamente o céu, mas durante o processo ele aproximou-se do sol, a cera de suas asas derreteu- se e Ìcaro caiu. Quando li essa estória há alguns anos, perguntava- me: Será que Ìcaro apenas desconsiderou um conselho? Ou a sensação que o vôo proporcionou valeu arriscar- se sem volta?

Os focos de luz atraem mariposas, assim como no sonho de Ìcaro, foi impossível não voar....voar mais alto e mais alto.... e mais...
E depois, ficava imaginando o coração de Ícaro quando estava próximo ao Sol, acelerado, exuberante, satisfeito....
Eu acredito mesmo que as Mariposas não se importam muito se a luz é de um poste, se a luz é de uma televisão, ou se a luz está no fim de um túnel distante e escuro, elas devem mesmo enxergar apenas a luz.

O que eu menos gosto das luzes é que elas convenientemente não permitem a mente refletir. Quando se deseja, precisa, objetiva a luz, não se pode fechar os olhos, então não se vê o império interior que temos... ele é escuro, mas não por ser ruím, mas porque a mente necessita de escuridão para se refazer.
Numa noite suburbana existem muitos focos de luz. Gosto especialmente de ver a cidade do alto, mas fico imaginando todas as vidas e sei que não pertenço a nenhuma delas...
Gostaria de entender as mariposas. São tão frágeis e determinadas... Gostaria de desejar uma luz, mas uma que o Sol não ofuscasse de manhã, e talvez ter umas asas ...  mas com uma cola melhor que cera.

Dedicado*

Naiane Julie

5 comentários:

  1. Texto brilhante...

    Também fico imaginando as vidas das pessoas numa cidade,mas a questão de não pertencer a ninguém é só um instante de solidão...
    O fato de sentir q não pertencemos a ninguém, não significa q não queiramos pertencer...
    Hoje, todos, ou a maioria, querem alguém que diga: "quero ficar só com vc".

    Quanto a luz é mais agradável notá-la de longe, de perto irrita os olhos, sou da noite, adoro luzes discretas, adoro chuva, e dia claro, "bonito" só se tiver algo pra fazer, praia, viagem...

    Acredito que o passeio valeu a pena, que talvez pela primeira vez na vida ele tenha se sentido verdadeiramente livre, e foi o preço...
    Acredito que ele não se arrependeu.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Belo blog,belas postagens,adorei os textos,sem palavras, gostei demais...parabéns não pare de escrever....beijos.

    ResponderExcluir
  3. Você é diva.

    Eu acredito que nós todos já percorremos os nossos caminhos com a consciência inconsciente de uma luz. Ela vem, aos poucos, a gente nem percebe, perceberá, e lá estará ela.
    As asas sempre derretem porque nós as criamos, usamos de todos os artifícios e nos perdemos na simplicidade que é ter uma asa: basta deixá-la crescer, tomar seu espaço no mundo.

    Nós todos somos mariposas, ou quaisquer bichos que voam, só ainda não nos vimos direito como tais.


    Beijo.

    ResponderExcluir
  4. Que comparação divina! Acredita que quando os professores pediam que se escolhesse um dos exemplos mitólogicos levando em consideração a identificação com este, eu sempre escolhia o vôo de Ícaro?
    Não sei, essa coisa do improvável, da impossibilidade do vôo, de criar asas, sempre me atraiu.
    E agora a mariposa.. É bem verdade essa atração pelo foco de luz. Eu também sou assim. Só me faltam as asas. Rs.

    Beijo mais que grande!

    ResponderExcluir
  5. AInda volto para ler esse texto, isso é raro! Mas a pessoa para quem escrevi ainda é uma Mariposa correndo atrás dos focos de luz... uma bela mariposa, espero que consiga encontrar o que procura, mas lembre da duração desse sonho..

    ResponderExcluir