Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

domingo, 28 de novembro de 2010

Sinônimo de liberdade


 Confundimos a liberdade de tal forma, que ela vira o sinônimo do que na verdade é antônimo. Ainda que falemos em liberdade individual, temos algo em comum: "estamos condenados à liberdade" e cada vez que querenos fugir da liberdade, nos enjaulamos, ficamos à mercê das garras do nosso próprio ego indefeso e insatisfeito. Um pouco da liberdade está nas perguntas. Não existe liberdade na busca incessante, nem sempre as perguntas tem respostas imediatas.


Sartre: Somos livres para sermos qualquer coisa, exceto não livres.

Naiane Julie

quinta-feira, 25 de novembro de 2010



CADA UM GRITA DO JEITO QUE PODE

Pintura expressionista do artista Edvard Munch: O Grito

 Porque há o direito ao grito. Então eu grito... (Clarice Lispector)

CLARICE E EU


"Nesse momento minha inspiração dói em todo o meu corpo. Mais um instante e ela precisará ser mais do que uma inspiração. E em vez dessa felicidade asfixiante, como um excesso de ar, sentirei nítida a impotência de ter mais do que uma inspiração, de ultrapassá-la, de possuir a própria coisa - e ser realmente uma estrela. Aonde leva a loucura, a loucura."

Clarice Lispector

sábado, 6 de novembro de 2010

Paciência II


Não queria
Olhar e ver os opostos
Que instigam curiosidade
A vontade de estar
Grudada no travesseiro
No certeiro desse anseio
 Respirando o seu ar

  
 Só queria
 Ligar – me no futuro
 De uma forma tão presente
 Que fizesse desse tempo
 Fumaça pra sufocar

 E seria
 Toda espécie de vivência
 Que aspiro nesse instante
 Meu impulso nobre e certo
- Infinitamente estar.

A ampulheta não me priva
Também caio em cada grão
Dessa areia- esperança
Faz- me então suporte e dom
- Paciência.



Naiane Julie