Veja também O mundo inteiro em:
http://naiane-julie2.blogspot.com

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Razão

Tentei muitas vezes desaprender a ilusão. Essa profunda reviravolta no meu peito, que invade recônditos lugares, em que chega apenas essa espécie de ar subjetivo, esse mundo- sonho em que me agarro. Eu inspiro e me inspiro. Fecho os olhos e é tudo um milagre. O amor o maior deles. Se eu soubesse demonstrá- lo puro e intenso como o sinto!... Me disseram e acredito, a razão é sábia e forte. Meu esforço é agarrá- la, e eu me esforço, é preciso. Ela não dói, é independente, decisiva, é atitude. E apesar de sua força, eu escolho atenuá- la. Assim dói, me flexiono, exito e erro no não ou no sim. Mas, no final, com equilíbio, tenho da dor o melhor aprendizado; da flexibilidade, as melhores experiências; do exagero, as melhores emoções. Razão exista, mas não domine por completo os corações.

Naiane Julie

Nenhum comentário:

Postar um comentário